segunda-feira, 15 de junho de 2020

Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade dá dicas sobre como estimular as crianças a desenvolver práticas sustentáveis na rotina

Entreter as crianças em casa durante o distanciamento social é uma tarefa divertida e ao mesmo tempo desafiadora. Que tal aproveitar esse tempo com os pequenos para colocar atividades sustentáveis em prática? Cuidar do meio ambiente pode proporcionar lições valiosas como a generosidade, a paciência e a compreensão. E para incentivar essas atitudes, a Prefeitura do Recife, através da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SMAS), apresenta algumas dinâmicas que podem ser praticadas diariamente para estimular a preservação ambiental nas crianças.

Uma maneira divertida de ensinar o cuidado com o meio ambiente é incentivar a criatividade das crianças confeccionando brinquedos a partir do reaproveitamento de materiais. É possível, por exemplo, criar brinquedos lúdicos, com garrafas pet, retalhos de tecido e pedaços de papelão. Desses materiais podem surgir bonecos, robôs, carros, casinhas e outros jogos. O arte-educador da SMAS, Álcio Lins, lembra que montar brinquedos recicláveis com as crianças vai muito além da diversão. “É um momento propício para falar sobre preservação do meio ambiente e a importância em saber reaproveitar os produtos. Além disso, trabalha a imaginação e criatividade”, disse. Praticar o desapego pelos brinquedos que não fazem mais parte da rotina e oferecer os que não usem e que estejam em bom estado para instituições de solidariedade também deve entrar em prática.

Outra dica importante está ligada ao desperdício alimentar. É importante fazer a criança ter maior consciência sobre o consumo, orientando sobre a quantidade e a origem dos alimentos e despertar uma maneira para resgatar e criar novos valores para reeducar e pensar hábitos na alimentação. Após a refeição, também é possível ensinar como lavar os utensílios utilizados de modo correto, evitando assim o desperdício de água e detergente. “O exemplo diário é o maior aprendizado que a criança pode ter. As crianças são os grandes influenciadores dos pais, dos irmãos…É assim que começa o processo de desenvolvimento de educação ambiental desde cedo. O aproveitamento correto dos alimentos é um importante exemplo de como utilizar racionalmente nossos recursos e garantir a segurança alimentar para toda uma geração”, pontua a gerente de educação ambiental da SMAS, Danielle Sampaio.

Para a arte-educadora Silvana Coutinho, cultivar plantas e fazer hortas também é uma maneira de exercitar a conexão com a natureza nas crianças e ativar a paciência. “Para construir responsabilidade e amor ao meio ambiente, nada melhor e mais educativo do que cultivar plantas. Deixar as crianças em contato com a terra, plantar, regar e ensiná-las todos os cuidados com plantas. Aproveite para aprofundar essa percepção falando também sobre a importância de plantar árvores, o ciclo da chuva e os cuidados com as áreas verdes da cidade”, destaca Silvana.

Mais uma boa opção para estimular a sustentabilidade e o cuidado com o meio ambiente é selecionar filmes e desenhos infantis sobre o tema. Através da percepção dos personagens, as crianças começam a entender temas como preservação, reciclagem, reutilização, entre tantos outros. Além das plataformas de streaming, como Netflix, a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade também disponibiliza vídeos educativos através do Youtube com histórias lúdicas e cantaroladas da Turma Mangue e Tal. “Filmes e desenhos animados conseguem introduzir o tema de um jeito sutil e divertido. A Turma Mangue e Tal no Youtube apresenta ciclos importantes sobre arborização, biodiversidade, resíduos sólidos, água e preservação”, ressalta Danielle. Mas também dá para incluir na lista filmes como Vida de inseto, que conta sobre a importância das formigas para o ecossistema, Pocahontas, que mostra a importância de viver em harmonia com a natureza e com outros povos e O Rei Leão, que mostra às crianças que deve existir um equilíbrio na natureza, com a mensagem de que é preciso respeitar o meio em que se vive, independente de quem você é e do que você faz. 

Imprensa Recife

Nenhum comentário:

Postar um comentário