quinta-feira, 18 de junho de 2020

MV destina mais de R$ 5 milhões para combater a crise gerada pela pandemia no Brasil

Desde que a Organização Mundial da Saúde (OMS) decretou a pandemia do novo coronavírus e os primeiros casos começaram a ser registrados no Brasil, a MV, como líder na América Latina em sistemas de gestão para a Saúde, anunciou o direcionamento de toda a sua operação para combater a crise provocada pela disseminação da Covid-19. “Faz parte do nosso DNA cuidar do próximo. Há anos falamos da necessidade de criar a Sociedade do Cuidar, um meio voltado à promoção da saúde. Parece que agora isso ficou evidente a muitas pessoas que, assim como nós, estão completamente envolvidas no trabalho de salvar vidas”, afirma o presidente da MV, Paulo Magnus. Por isso, em pouco mais de dois meses de desenvolvimento de iniciativas que vão de ofertas de tecnologias gratuitas a doações de alimentos, a empresa já destinou mais de R$ 5 milhões à sociedade.

Como apoio à operação de hospitais de campanha, a principal plataforma de gestão de informações em Saúde – SOUL MV – foi disponibilizada com isenção de custos sobre licenças de uso, manutenção, hospedagem em nuvem e suporte de infraestrutura. “Nosso principal sistema está em 25 hospitais de campanha ajudando a promover agilidade nos atendimentos, produtividade médica e segurança aos pacientes”, diz Paulo Magnus.

Com o objetivo de auxiliar também o alcance do máximo de eficiência no acompanhamento de casos suspeitos e no tratamento de casos confirmados de Covid-19, a MV ainda adaptou e aprimorou outras tecnologias. Um exemplo é o aplicativo Personal Health. Disponível gratuitamente nas lojas online, a solução é a única do Brasil capaz de integrar dados pessoais do usuário, histórico de saúde, recursos de telemedicina e funcionalidades que conectam pacientes, médicos, operadoras e o sistema de Saúde como um todo.

Por falar em telemedicina, a partir da regulamentação temporária emitida pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), a MV passou a oferecer soluções para teleinterconsulta, telemonitoramento e teleorientação aumentando, assim, a capacidade dos serviços médicos. Como afirma o presidente da empresa, “cientes dos papéis sociais e da responsabilidade junto ao setor em que atuamos, abrimos mão das estratégias corporativas para minimizar os impactos da crise à população e, principalmente, ajudar os hospitais a aumentar a capacidade”.

Entre as iniciativas da MV, pode-se destacar ainda: a preparação de um dashboard automatizado com dados atualizados diariamente para apoiar o setor com interpretações a respeito da evolução da doença no Brasil; a incorporação de novos protocolos e alertas ligados ao coronavírus no prontuário eletrônico; o uso de inteligência artificial no sistema de exame de imagem para identificação de áreas saudáveis e patológicas no organismo humano; a disponibilização de uma central de comando para monitoramento de leitos vagos em unidades públicas e privadas; o oferecimento de suporte inteligente de faturamento para minimizar os riscos de perda de receita nos hospitais; a viabilização de plataforma digital para aquisição de insumos hospitalares; a adaptação das soluções de apoio à gestão da Saúde Pública para reforçar a Atenção Primária e ajudar municípios no mapeamento da doença, na realização de estudos de comparação e na previsão de cenários que ajudem a traçar ações de saúde populacional.

“Também podemos citar, mais como uma iniciativa própria, a fabricação e distribuição gratuita do método de Ventilação Não-Invasiva (VNI) chamado de Cápsula Vanessa. Depois de ter a oportunidade de conhecer e comprovar a eficácia da técnica respiratória desenvolvida por médicos de Manaus, que além de proteger os profissionais de Saúde no contato com pacientes infectados, reduz as consequências causadas pela necessidade de postergar a entubação de alguns pacientes devido à falta de vagas em UTI. Como paciente curado de Covid-19, minha intenção é salvar mais vidas”, explica. De forma particular, Paulo Magnus também ajudou a implantar 280 novos leitos em unidades de Saúde e hospitais de campanha de Pernambuco, estado onde localiza-se a sede da MV.

Nenhum comentário:

Postar um comentário