Minha Busca

quinta-feira, janeiro 28, 2021

O Brasil, a covid e o Mundo

A Agência France Press divulgou hoje (28) um ranking da condução da Covid-19 por países ao redor do mundo. De 90 nações pesquisadas, o Brasil é o que pior conduz a pandemia da Covid-19. O ranking é do Australian Lowe lnstitute, uma ONG que fomenta pesquisas globais. A entidade existe desde 2003 e a sede é na cidade de Sydney, uma das maiores da Austrália.

Ainda de acordo com o ranking, os países que melhor conduziram a pandemia foram a Nova Zelândia e o Vietnã. E o que os dois países fizeram? Nada de mirabolante; simplesmente levaram o lockdown a sério e fizeram simples estratégias para conciliar estratégias econômicas com a parte sanitária - claro, valorizando a vida e a saúde. 

Os critérios de relevância levaram em consideração o número de casos, o número de mortes, casos confirmados por milhão de habitantes, mortes confirmadas por milhão de habitantes. Além desses dados, também levaram em conta o número de testes feitos e o número de casos confirmados por testes.

Outros países que foram colocados como exemplares na pandemia foram Tailândia, Chipre, Ruanda, Austrália e Sri Lanka. Na outra extremidade - e mesmo assim melhores que o Brasil - estão Chile, Ucrânia, Panamá, Bolívia, Colômbia, México e Estados Unidos - que está vacinando sua população em massa, mesmo sendo o campeão mundial de mortes.

BRASlL - Os cientistas brasileiros avisaram no começo do ano: "Em 4 de janeiro, postei que a equação brasileira é a seguinte: ou o Pais entra num lockdown nacional imediatamente, ou não daremos conta de enterrar nossos mortos em 2021",  afirmou o coordenador do Projeto Mandacaru, o neurocientista Miguel Nicolelis,

E falando em linguagem matemática, o coordenador do lnstituto de Redução de Riscos e Danos da Universidade Federal Rural de Pernambuco (lRRD/UFRPE), Jones Albuquerque deixou evidente o cálculo nefasto: "A matemática no Brasil é assim: Sem Ciência + Sem Prevenção + Sem Lockdown + Sem Estratégia + Sem Vacinação em Massa + Com o uso de remédios sem efeito = 220.261 MORTES".

PREVENÇÃO - O blog já mostrou que não há remédios que previnam a Covid-19 e que as prevenções estão na lavagem de mãos com água e sabão, uso constante do álcool gel, uso de máscaras ao sair de casa e tomar todos os cuidados com o distanciamento social, evitando aglomerações.

Veja o gráfico divulgado hoje: 



Nenhum comentário:

Postar um comentário