domingo, 19 de julho de 2020

Conexões Telúricas na Frei Caneca FM

Já consolidada na promoção, divulgação e celebração de cidadania, informação, música e cultura pernambucana, a Frei Caneca FM faz sua estreia em novas plataformas e planos astrais. Está no ar o podcast Conexões Telúricas, primeiro produzido pela equipe da rádio pública do Recife.

Em isolamento social e procurando administrar da forma mais produtiva possível o tão falado “novo normal”, dois jornalistas, gestores da Frei Caneca FM, decidiram usar a possibilidade de conexão com qualquer parte do mundo para bater papo sobre assuntos considerados desconhecidos para a maioria da população, mas que têm despertado cada vez mais interesse. Com essa missão, Maíra Brandão e Camerino Neto (foto), cujos expedientes e almas se encontraram há alguns anos, saíram a campo, sempre virtualmente, para elencar pautas.

Daí surgiu o Conexões Telúricas, série de 12 episódios, cada um com uma hora de duração, que serão disponibilizados na internet, entre os meses de julho e dezembro de 2020, período que marca, para os despertos, a entrada na tão esperada Era de Aquário. O episódio de estreia traz uma conversa pra explicar a energia telúrica, com o jovem cineasta Lucas Pirani, um paulista de 24 anos, que aposta numa abordagem transdisciplinar para tratar de temas universais.

O próximo episódio, que será lançado na próxima quinta-feira (16), atravessa o Atlântico para conhecer a paranormal baiana, atualmente radicada em Portugal, Halu Gamashi. Halu, que é um dos poucos casos conhecidos no ocidente do fenômeno físico de abertura dos chakras, falará das funções desses pontos energéticos nas pessoas.

Mas não só do intangível tratará o Conexões Telúricas. Para o mês de agosto, já estão em fase de produção mais dois bate-papos: um primeiro sobre a atual condição dos povos tradicionais no Brasil e depois uma reflexão sobre a diáspora negra. Outros assuntos, como o poder das redes sociais nas mudanças de comportamento e fontes de energias renováveis, estão na mira da dupla de jornalistas telúricos.

Para Maíra Brandão, produzir o podcast foi um ótimo desafio surgido durante o período de distanciamento social. "Já vínhamos trocando muitas ideias sobre o significado desse momento que estamos vivendo, em termos existenciais, coletivos, individuais, e ter a possibilidade de pesquisar mais a fundo sobre temas e abordagens que consideramos interessantes, fazer as conexões e colocar pro mundo esses diálogos, tem sido muito enriquecedor", comentou a jornalista.

“Em nenhum momento, o podcast se propõe a trazer verdades absolutas, ou respostas prontas. Muito pelo contrário: a nossa intenção é levantar questões, num bate papo despretensioso, que pode despertar a curiosidade de algumas pessoas para determinados assuntos”, completa Camerino Neto.

Nessa linha, todos os episódios trarão na descrições parte das fontes utilizadas na conversa e que podem e devem estabelecer outras conexões, para além da Terra, entendendo que o universo oferece infinitas possibilidades.

Para escutar o podcast e ampliar horizontes, a primeira conexão a ser feita é com o site da Frei Caneca FM: http://freicanecafm.recife.pe.gov.br/


Imprensa Recife

Nenhum comentário:

Postar um comentário