quinta-feira, junho 16, 2022

#JustiçaParaDomEBruno

 

O indigenista pernambucano Bruno Pereira (1980-2022) e o jornalista britânico Dom Phillips (1965-2022) foram mortos no Vale do Javari, na Floresta Amazônica de forma brutal, chocando o Brasil e o Mundo. Pereira era um grande defensor da causa indígena e Phillips estava escrevendo um livro chamado Como Salvar a Amazônia. Eles desapareceram no dia 05 de junho e desde então, houve uma mobilização para procurá-los. Grupos de indígenas fizeram a diferença nas buscas. Amigos dos dois fizeram uma Vakinha e vamos reproduzir o texto abaixo.


O corajoso jornalista Dom Phillips e o respeitado indigenista Bruno Pereira desapareceram enquanto faziam um trabalho importante e perigoso na Amazônia. Enquanto convivem com essa angústia, suas famílias precisam de nossa ajuda urgentemente.

Dom estava em viagem para uma reportagem que fará parte de um livro chamado “Como Salvar a Amazônia”. Ele visitava um lugar particularmente inseguro do Vale do Javari quando sumiu. Ele estava viajando com o Bruno, que trabalha com indígenas dedicados a proteger suas terras de invasores criminosos na ausência do governo brasileiro.

Bruno tem dedicado sua vida à defesa dos direitos dos indígenas brasileiros. Ele é reverenciado nacionalmente como um lutador incansável e, há anos, é ameaçado pelo trabalho que ama. Ele é marido de Beatriz de Almeida Matos e pai de três lindos filhos de 2, 3 e 16 anos de idade.

Dom e sua esposa brasileira Alessandra Sampaio fizeram enormes sacrifícios para tornar possível este projeto de livro. Alê desistiu de seu emprego trabalhando com mulheres refugiadas para se mudar do Rio para Salvador para reduzir os custos do casal. Dom sempre foi um freelancer precarizado e abriu mão da renda que recebia escrevendo reportagens para jornais em janeiro de 2021 para se concentrar inteiramente no livro. O dinheiro está apertado e o casal está contando com a entrega de um novo rascunho do livro para receber seu próximo pagamento – agora não está claro quando isso será possível.

Dom e Bruno amam o Brasil e colocam suas vidas em risco há anos para torná-lo um lugar melhor, mais justo e mais sustentável para todos. A essa altura já não faz sentido distinguir nacionalidades. Estamos falando de dois heróis brasileiros, comprometidos com as nossas lutas mais urgentes. São pessoas que lutam para impedir que os madeireiros ilegais, garimpeiros e gângsteres instalados na região a destruam irreparavelmente para as gerações futuras.

Dom, Bruno, Alê, Beatriz e seus filhos precisam de nossa ajuda não apenas para pagar as contas diárias e os novos custos que surgirão por causa desse episódio, mas também para continuar a busca por seus entes queridos. Mesmo a menor doação é valiosa para mostrar que Dom e Bruno não estão sozinhos, não agiram em vão. Estamos unidos com eles!

Obrigada!

Forte abraço,

Amigos do Dom e Bruno

Obs. Todos os recursos arrecadados serão divididos igualmente entre as famílias. Como a situação e as necessidades podem mudar drasticamente, preferimos deixar que eles decidam a melhor maneira de usá-lo.

Nota do Blog: A charge que ilustra este texto é de lran Jr. Eu gostaria de dizer que em meio ao choque e à tristeza, gostaria de dizer duas coisas: 1) O legado deles é para sempre; 2) Orgulho tenho de ser colega do Dom Phillips e conterrânea do Bruno Pereira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário