terça-feira, abril 09, 2019

"Tem deputado armado!"

Uma reunião da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados marcada para ler a proposta da Reforma da Previdência do governo Jair Bolsonaro foi suspensa nesta terça-feira 9 por suspeita de que um deputado do PSL estivesse armado. A acusação contra o deputado Delegado Waldir (PSL-GO) foi feita inicialmente pelo deputado Bismarki (PDT).

Parlamentares da oposição criticaram duramente o episódio e a confusão foi instalada no plenário. O parlamentar do PSL negou que estivesse armado e mostrou que estava apenas com um suporte para armas na cintura. O regimento interno da Casa impede que deputados estejam armados. 

Denúncia - O deputado Carlos Veras (PT-PE) denunciou a alegada infração ao presidente da CCJ, deputado Felipe Francischini, solicitando na oportunidade, o atendimento da questão de ordem para verificar se de fato o deputado estava portando arma por ser um quesito de segurança dos parlamentares.

Com informações do Brasil 247 e do Facebook de Carlos Veras

Veja a seguir o parlamentar denunciando: