Sabores da Tia Val

Sabores da Tia Val
Encomendas pelo Direct do lnstagram

quinta-feira, agosto 05, 2021

#Recife Vereador responde nota de liderança do governo na Câmara Municipal

 

Ainda sobre a denúncia relacionada à má-distribuição de vacinas no Recife, o vereador lvan Moraes (PSol) respondeu à nota oficial do líder do governo na Câmara, vereador Samuel Salazar (MDB). Moraes também escreveu sua resposta nas redes sociais:

Debruçado sobre informações oficiais, disponíveis tanto através da democracia ativa quanto através de pedido de acesso à informação, nosso mandato publicou esta semana a Nota Técnica 10, que mostra com dados, de forma objetiva, uma lacuna grave no sistema de vacinação na cidade do Recife. Se, por um lado, a escolha da Prefeitura do Recife por um processo digital de cadastro tem facilitado muito o processo de vacinação para quem tem acesso e familiaridade à Internet, há barreiras conjunturais gritantes e inequívocas que fazem com que boa parte de nossa população tenha dificuldades de completar seu ciclo de imunização.

Nossa pesquisa demonstra que, de fato, há uma distorção na distribuição de vacinas, causada por desigualdades históricas presentes na nossa sociedade. É fato inquestionável que a letalidade do vírus tem sido maior em áreas periféricas, como também demonstram diversos estudos realizados por diferentes sujeitos ao longo da pandemia. Como também é verdade que bairros de renda per capita mais elevada têm, via de regra, apresentado índices maiores de imunização que territórios mais pobres. É inútil brigar com os números.

Também é fato que boa parte dos postos de vacinação se encontram em regiões centrais e a posse de comprovante de residência continua sendo obrigatória, impondo ainda mais barreiras à população que sofre com a falta de transporte e de informação. Mais uma vez: contra os dados, não há argumentos.

Importante ressaltar que não somos apenas nós quem tem cobrado mais vacinação em áreas periféricas, em que se concentra grande parte da população negra da nossa cidade. Recentemente, acompanhamos demanda semelhante a partir de recomendação publicada de forma conjunta pelo Ministério Público de Pernambuco, Ministério Público Federal, Defensoria Pública de Pernambuco e Defensoria Pública da União cobrando maiores esforços de comunicação e também maior cobertura para o Distrito Sanitário V (Afogados, Areias, Barro, Bongi, Caçote, Coqueiral, Curado, Estância, Jardim São Paulo, Jiquiá, Mangueira, Mustardinha, Sancho, San Martin, Tejipió e Totó). A mesma cobrança tem sido feita pela campanha “Queremos a Periferia Viva: Vacina para Todos!”, liderada por integrantes da academia e militantes pelo direito à saúde.

É lamentável a postura do líder do governo na Câmara que, ao invés de receber a crítica pertinente e construtiva e utilizá-la no sentido de reforçar a evidente demanda pela universalização real da população, busca deslegitimar o esforço deste mandato para de forma técnica e propositiva contribuir para o objetivo comum que é fazer com que a vacinação de fato avance sem deixar ninguém para trás.

Importante ressaltar que o desrespeito ao nosso trabalho explícito na nota divulgada pela liderança do governo não traduz a relação respeitosa e republicana que este mandato tem para com a prefeitura do Recife e principalmente com a secretaria de Saúde.

Continuamos reconhecendo a importância do esforço da gestão e a qualidade técnica de suas gestoras. E continuaremos cobrando os necessários ajustes na estratégia municipal, cumprindo com nosso dever de fiscalizar o poder executivo, cobrando as medidas necessárias para que possamos superar de uma vez a crise sanitária causada por esta pandemia.

Ivan Moraes Filho, vereador do Recife pelo PSOL.



Nenhum comentário:

Postar um comentário