quinta-feira, 4 de junho de 2020

#JustiçaPorMiguel Petição On Line pede justiça por morte de menino de cinco anos

A plataforma de assinaturas on line Change.org está com uma petição a ser entregue para a Polícia Civil de Pernambuco. Isso porque os policiais autuaram a patroa da mãe do menino Miguel, de cinco anos, por homicídio culposo (sem intenção de matar). A petição é para que seja feita justiça, já que a empregadora, embora presa em flagrante, pagou fiança de R$ 20 mil e deve responder processo em liberdade. A patroa foi identificada como Sari Gaspar Hacker, primeira-dama do município de Tamandaré-PE, cidade a 104 km do Recife. A família Hacker é conhecida politicamente da Mata Sul do Estado, tendo prefeituras em municípios da região, como Rio Formoso e Sirinhaém, além da própria Tamandaré.

Miguel Otávio Santana da Silva, de 5 anos, morreu ao cair do 9º andar de um prédio no Recife, no último dia 03, do Píer Maurício de Nassau, conhecido prédio de luxo no Centro da cidade. Logo após a queda, foi socorrido para o Hospital da Restauração, onde já chegou sem vida. O pequeno foi sepultado no distrito de Bonança, em Moreno, a 22 km do Recife.
O link da petição é esse aqui: #JustiçaPorMiguel

A seguir, o texto completo da petição na Change.Org:

"Um menino de 5 anos morreu, nesta terça-feira (2), após cair do 9º andar de um prédio no bairro de São José, no Centro do Recife. Segundo a Polícia Militar, o caso ocorreu às 13h, no Condomínio Píer Maurício de Nassau, um dos imóveis do conjunto conhecido como "Torres Gêmeas". A mãe dele trabalhava no quinto andar do prédio.

Miguel Otávio Santana da Silva era filho de uma empregada doméstica. O perito criminal André Amaral, que esteve no local para as primeiras investigações, informou que é possível informar a altura da queda. "Ele caiu de uma altura aproximada de 35 metros", afirmou o profissional." [fonte: G1-PE]

Enquanto a mãe de Miguel saiu pra passear com os cachorros da patroa, a criança ficou sob a responsabilidade da mesma. Ele começou a chorar querendo a mãe e foi deixado (por negligência) solto com apenas 5 anos em um elevador. Quando acabou parando no 9° andar, onde não havia proteção e caiu de lá levando a fatalidade. Queremos justiça pela vida do pequeno Miguel e por toda sua família vítima de uma tremenda irresponsabilidade da Patroa. A vida dele importa e vale muito mais que 20 mil reais de fiança! Cobramos por justiça e para que os responsáveis paguem pelo crime. #JUSTIÇAPORMIGUEL

Nenhum comentário:

Postar um comentário