segunda-feira, 25 de maio de 2020

Família do município de Capoeiras é exemplo de sucesso do Projeto Dom Hélder

Um exemplo de sucesso do Projeto Dom Hélder Câmara são as ações desenvolvidas na Comunidade Quilombola do Sítio Cascavel , com a família dos agricultores de base familiar de Josefa Quitéria e Eder Bruno Pereira, no município de Capoeiras. Ela é uma das 74 mil famílias atendidas em todo o País e em Pernambuco uma das 5.460 beneficiadas. A propriedade está localizada no Agreste Meridional, na bacia leiteira do Vale do Ipojuca, com grande vocação para a bovinocultura de leite.

A família tem como principal atividade a produção e leite e de queijo coalho, que é comercializado no próprio município. Eles contam com os serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) do IPA, desde 2010, quando ainda sofriam com a dificuldade financeira, falta de orientações sistemáticas e inovações tecnológicas e de manejo. “O mais importante não é o que o projeto Dom Hélder nos deu em materiais e equipamentos, mas o que ele despertou em nós: entusiasmo e a vontade enorme de acreditar na gente”, comemora Quitéria.

O agricultor, Eder, ainda faz serviços externos para complementar a renda da família, mas com a chegada dos serviços de extensão rural a tendência é ele se dedicar totalmente a sua unidade de produção. Foi partir daí, que a Unidade Familiar alcançou muitos avanços, tais como o recebimento e plantio de palma forrageira, a produção de pastagem, a produção de silagem para os períodos de estiagem e o melhoramento do padrão zootécnico de seu rebanho com inseminação artificial de duas vacas.

Em 2017, veio a seleção e inserção no projeto Dom Hélder. A família acreditou na oportunidade e participou de todas as etapas do projeto: diagnóstico, elaboração e planejamento familiar do projeto produtivo, reuniões, oficinas, intercâmbio, seminário e avaliações. “O projeto aprofundou o vínculo do extensionista com a família”, conta o extensionista do IPA, Gustavo Tenório.

Além das ações de ATER prestadas pelo do IPA , com visitas técnica, oficinas, dentre outras atividades, a Unidade Familiar de Produção Agrária (UFPA) foi escolhida para ser uma das Unidades de Referência do PDHC, sendo contemplada com algumas intervenções e equipamentos. “A felicidade é tão grande que me sinto com mais forças e ânimo para continuar trabalhando”, destaca Eder.

Entre as principais mudanças na UFPA, além do serviço de ATER , com orientação técnica para melhoria das condições econômica, social e ambiental , a família conheceu novas tecnologias. “Hoje a família descansa mais, fica mais tempo junta, produz mais e com melhor qualidade. O trabalho de extensão é muito gratificante”, fala Genil Gomes, extensionista rural e articulador estadual do Projeto Dom Hélder.

Os benéficos deste projeto para a família foram a Implantação de Unidade Demonstrativa de Palma Forrageira; aquisição de prensa para queijo e escorredeira e ordenhadeira mecânica (modelo balde ao pé). “O Programa Dom Hélder Câmara foi fundamental no desenvolvimento socioeconômico das famílias envolvidas, pois não levou só assistência técnica, mas também esperança, autoestima e conhecimento”, frisa a extensionista do IPA Célia Holanda.

O projeto, na segunda fase de execução, é realizada pelo Governo do Estado, por meio do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater ) e o Fundo Internacional para Desenvolvimento Agrícola (FIDA).


Imprensa IPA

Um comentário:

  1. O Projeto Dom Helder existe há mais de 10 anos levando capacitações, intercâmbios, implementação de tecnologias e promovendo esperança para as famílias do semiárido.

    ResponderExcluir