segunda-feira, 6 de abril de 2020

Médico oftalmologista alerta sobre os cuidados com os olhos durante o período de disseminação do coronavírus

Os olhos são considerados a parte mais sensível do rosto e diante proliferação da Covid- 19, é necessário dedicar maior atenção a eles para evitar o contágio do novo coronavírus e outras infecções. O alerta é feito pelo oftalmologista João Vilaça, membro da sociedade brasileira de oftalmologia e membro do conselho brasileiro de oftalmologia, que dá dicas sobre os cuidados com o órgão e equipamentos que auxiliam na correção da visão.

Muito se fala sobre boca e nariz, mas os olhos também são um canal de transmissão e aquisição de doenças e os processos ocorrem através de lágrimas. De acordo com informações da Academia Americana de Oftalmologia, os pacientes que foram contaminados pelo coronavírus por meio dos olhos podem apresentar conjuntivite e desconfortos respiratórios, o que é esperado já que o canal lacrimal é ligado às vias respiratórias. Outros sintomas são febre, tosse e falta de ar.

Vilaça conta que por conta disso, é tão importante não passar as mãos pelo rosto, especialmente se elas não estiverem limpas. “Todos devem redobrar os cuidados diante de uma pandemia, mas as pessoas que utilizam equipamentos para corrigir disfunções visuais devem adotar mais medidas de higienização. Aos usuários de lentes de contato, por exemplo, a atenção deve ser triplicada”, conta o médico.

O médico também alerta para que em nenhuma situação seja colocado o dedo no olho ou na lente sem lavar as mãos com água e sabão e recomenda que havendo possibilidade, diminuir a frequência do uso das lentes porque elas naturalmente já deixam os olhos mais sensíveis. “É muito importante também limpar o estojo de armazenamento das lentes todo os dias, com água e shampoo neutro”, detalhou João Vilaça.

Outra informação que deve ser ressaltada é com as pessoas que utilizam óculos. O oftalmologista explica que as pessoas que utilizam óculos também devem ficar atentas à limpeza frequente do objeto. “Eles podem ser facilmente contaminados com secreções de outras pessoas quando elas falam ou espirram. Por isso, lavar os óculos várias vezes ao dia, com água e shampoo ou detergente neutro, é fundamental”, conta o médico.

Nesse período, a recomendação é ficar em casa, sair só em extrema necessidade. “Caso apresente algum tipo de irritação nos olhos como vermelhidão, constante lacrimação, coceira e sensação de corpo estranho, são alguns motivos para procurar um médico oftalmologista”, alerta o médico oftalmologista, João Vilaça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário