Sabores da Tia Val

Sabores da Tia Val
Encomendas pelo Direct do lnstagram

terça-feira, janeiro 19, 2021

Jornalista do The lntercept Brasil denuncia que site do Ministério da Saúde prescreve "tratamento precoce" contra a Covid-19

O jornalista Leandro Demori, do The lntercept Brasil, fez uma denúncia sobre o tratamento precoce prescrito pelo Ministério da Saúde para combater a covid-19. Cientistas do Brasil e do Mundo já deixaram claro que "atendimento precoce" não existe e até mesmo o cientista francês Didier Raoult, que alardeou sobre a eficácia da cloroquina, já admitiu que a cloroquina não reduz mortes.

Demori criou um personagem, o Teste da Silva, um cidadão que não teria comorbidades e que só estava saindo de casa para trabalhar ou fazer feira e que havia ido uma única vez à praia. Deu dados como nome e data de nascimento e fez a reclamação de que estava com fadiga e tosse seca. De imediato, obteve a resposta do Ministério da Saúde e recebeu o "coquetel" que incluía AZT, lvermectina, Hidroxicloroquina, e Cloroquina (sim, pessoas, esses dois últimos não são o mesmo medicamento).

Mas para que serve cada um desses remédios? 

O AZT, também chamado de zidovudina e de azidotimidina é um antirretroviral que serve para o tratamento de pneumonias como a causada pelo fungo Pneumocystis jirovecii e, principalmente da AlDS, sendo, inclusive um dos primeiros medicamentos prescritos para combater o HlV ainda nos anos 1980. Cientistas afirmam que não há qualquer prova anda de que o medcamento combata a covid  

A ivermectina é um vermífugo responsável por uma das maiores intervenções de saúde em países africanos e da América Latina dos últimos 40 anos. Combate vermes e parasitas como piolhos, ácaros, lombrigas e mesmo o Wurchereria brancrofti, causador da filariose. Embora hajam estudos preliminares, não há qualquer indicio cientifico que a lvermectina combata a covid-19.

A Cloroquina ou Difostato de Cloroquina é um medicamento indicado para o tratamento da malária causada por Plasmodium vivax, Plasmodium malariae Plasmodium ovale, amebíase hepática, artrite reumatoide, lúpus e doenças que provocam sensibilidade dos olhos à luz. Embora seja um remédio com muitas indicações, não há comprovação da eficácia da cloroquina 

Já a Hidroxicloroquina, assim como a Cloroquina, também combate doenças como lúpus e malária. No entanto, os efeitos colaterais são menos fortes do que na Cloroquina. E da mesma forma que a Cloroquina, não há evidências científicas de sua eficácia no combate à Covd-19. lnclusive, a OMS encerrou os estudos com esse medicamento.

Veja a seguir o video do jornalista Leandro Demori



Nenhum comentário:

Postar um comentário