Podcast Tais Paranhos

quinta-feira, dezembro 12, 2019

Spük inaugura primeira Maison e 20ª loja da marca com festa

As irmãs e empresárias Daniela e Gabriela Maia que, há 26 anos comandam a grife pernambucana Spük, estão nos ajustes finais para o abre de sua 20ª loja e primeira Maison ainda está semana. O coquetel de inauguração com buffet assinado por Ana Goes e o cerimonial por Patrícia Boudoux, acontece no próximo dia 18, a partir das 19h, para cerca de 150 convidados. 

O espaço exclusivo com atendimento personalizado para mulheres, na Conselheiro Aguiar, tem como diferenciais, os serviços de cortesia no ajuste de roupas e manobrista, além de ampla numeração do 38 ao 48, premiando mulheres de todos os corpos e idades. De acordo com Gabriela Maia o trabalho da Spük é feito com muito amor. “ Na verdade, a moda é o meio que achamos de impulsionar o empoderamento feminino. Vendemos autoestima, beleza, estilo e atitude”, ressalta.

A Maison será especializada em moda na linha executiva e casual chique, festas e casamentos e também oferecerá bolsas estilo clothing com texturas que se assemelham ao mármore e com brilhos. Segundo Daniela Maia, a loja está linda, o ambiente aconchegante e a equipe treinada “Nós estamos com uma ampla variedade de mercadorias, tudo com o jeitinho Spük de ser, esperamos arrasar e encantar a mulherada. Os nossos fornecedores são criteriosamente selecionados e acompanhados de pertinho pela diretoria, como forma de garantir qualidade com preço altamente competitivo, um dos grandes diferenciais de nossa marca. Para você ter uma ideia, nossas peças de festa variam de R$ 400,00 a R$ 2.000,00. Esses valores, são praticados por algumas empresas, para aluguel”, enfatiza.

Com um investimento de 3 milhões, a Maison está gerando 20 empregos diretos e cerca de 30 indiretos. A loja tem as peças organizadas por cor, bem setorizada e segundo as empresárias, tudo foi pensado para facilitar a vida das clientes. De acordo com Gabriela Maia, cada mulher tem seu estilo e nós temos todos eles. “Nossas peças são eternizadas, por serem coringas e clássicas e, um dica que dou, é que cada mulher vista sua essência, seu estilo, dentro da tendência da estação, afinal de contas, como dizia Coco Chanel, para ser insubstituível, a gente precisa ser diferente”, ressalta.