Sabores da Tia Val

Sabores da Tia Val
Encomendas pelo Direct do lnstagram

WTF? Translate here!

segunda-feira, outubro 11, 2021

Recife apresenta agenda climática e ações da educação ambiental na Pré-COP 26 em São Paulo

 

As iniciativas no enfrentamento à crise climática e as ações que contribuem para transformar o Recife em uma cidade cada vez mais sustentável e resiliente foram apresentadas durante a “Pré-COP 26”, evento internacional que reuniu, nesta sexta-feira (8), em São Paulo, cidades brasileiras e de outros países com o objetivo de debater os principais assuntos que estarão em pauta na Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP 26), que acontecerá em Glasgow (Reino Unido), em novembro. O secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Carlos Ribeiro, foi um dos palestrantes e destacou a agenda climática e as ações de educação ambiental desenvolvidas na capital pernambucana.

Alinhada com a Agenda 2030 e o Acordo de Paris, a Prefeitura do Recife, através da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade, desenvolveu, em 2019, o Plano Local de Ação Climática (PLAC). O documento, que foi apresentado no evento, demonstra como a cidade se planeja estrategicamente para reduzir as emissões de gases de efeito estufa (GEE) e se adaptar às consequências da mudança climática. Proporciona um alinhamento entre ações planejadas, a legislação e os compromissos firmados pelo município.

“Em todo o mundo, governos, organizações e cidadãos enfrentam um duplo desafio: frear o aquecimento global e promover a recuperação econômica diante da pandemia da covid-19. Mobilizar recursos do setor privado e apoiá-los através da inovação tecnológica é crucial para descarbonizar as economias e lidar com a mudança climática. O PLAC traz metas ambiciosas e precisas para alcançar a neutralidade de carbono para a cidade do Recife até 2050 e melhorar a expertise para acessar os fundos climáticos externos”, explanou Carlos Ribeiro.

O secretário também destacou o Plano Setorial do Recife (PAS), documento que aprofundará o conhecimento da cidade acerca dos riscos e opções de adaptação para os setores de saneamento básico, transformação urbana, mobilidade urbana e economia. “O PAS tem previsão de entrega para março de 2022 e será mais um instrumento estratégico para promover o progresso sustentável da nossa cidade. Ele está sendo elaborado por meio de um processo participativo multissetorial”, explicou.

As ações relacionadas à educação ambiental no Recife também foram apresentadas durante a Pré-COP26. A metodologia do programa “Educar Para Uma Cidade Sustentável”, assim como os eixos em que ele atua foram expostos no evento. O programa tem como foco preparar a primeira infância para ser mais cuidadosa com o meio ambiente, com ações como hortas nas escolas; arborização do espaço escolar e do seu entorno; jogos ambientais, dentre outras iniciativas.

“É uma meta da Secretaria de Meio Ambiente do Recife levar a educação ambiental para o ensino básico e despertar o sentimento de pertencimento da criança à natureza, contribuindo com isso para a formação de indivíduos reflexivos diante de atitudes positivas em relação ao meio ambiente, sempre em busca da promoção da sustentabilidade da vida. O prefeito João Campos tem investido na primeira infância, pois entende que é na escola que aprendemos valores e comportamentos que nos acompanharão na idade adulta e nos definirão como cidadãos”, falou Ribeiro.

lmprensa Recife

Nenhum comentário:

Postar um comentário