Sabores da Tia Val

Sabores da Tia Val
Encomendas pelo Direct do lnstagram

quinta-feira, junho 24, 2021

Covid-19 pode piorar o ceratocone, diz oftalmologista

 

O ceratocone é uma doença da córnea, película fina protetora do globo ocular, que ocasiona o afinamento dela, levando o aumento da sua curvatura de forma irregular. Neste mês é lembrado o Junho Violeta, de conscientização sobre o problema. De acordo com estudo publicado na revista cientifica The Lancet, a doença do coronavírus pode piorar o ceratocone devido à falta de lubrificação, que provoca coceira nos olhos, maior fator de risco desta doença. O estudo mostra que o coronavírus causa olho seco em 23% das pessoas contaminadas.

A oftalmologista Catarina Ventura, do Instituto de Olhos Fernando Ventura, explica que o ceratocone é uma doença degenerativa que geralmente aparece no início da adolescência. No Brasil atinge cerca de 100 mil pessoas. Tende a ser mais progressiva entre os mais jovens. Quanto maior a progressão, mais enfraquece e afina a córnea, fazendo com que tome o formato de um cone. Por isso, inclusive durante a pandemia, o acompanhamento periódico deve ser mantido.

O ceratocone é progressivo, bilateral, assimétrico e acontece principalmente pelo ato de coçar. "Isso faz com que a doença ou se desenvolva, se ela está ali adormecida, ou que ela continue evoluindo. Ela não é contagiosa e tem como principal causa a genética. A pessoa já nasce com ela ou com a predisposição. Então, a principal causa é determinada geneticamente. Ela é hereditária", explicou a médica do IOFV.

Para tratar o ceratocone, os pacientes usam lentes de contato ou óculos, mas existem outras alternativas que são utilizadas em casos em que a doença está mais avançada, com transplante. "Todos devem visitar o oftalmologista uma vez por ano, pois o ceratocone e outros problemas só podem ser identificados corretamente por profissionais especializados", acrescentou Catarina.

De acordo com a oftalmologista, alguns dos sintomas da ceratocone são: visão embaçada, distorcida, astigmatismo, incapacidade de enxergar com pouca luz, miopia, perda de visão, sensibilidade à luz ou visão dupla.

Nenhum comentário:

Postar um comentário