domingo, fevereiro 20, 2022

Bioética na Pediatria é tema de livro a ser lançado em março

 

Com a pandemia, as crianças ganharam holofotes e atualmente estão no centro das atenções, com a vacinação. Para proteger os pequenos da Covid-19 e de uma possível complicação, iniciou-se o processo de vacinação infantil. A Covid-19 é uma ameaça real à integridade física e à vida. Mas também existem várias outras doenças que podem ser fatais, mesmo às crianças, como no caso de um câncer ou mesmo ela ser vítima de um acidente que vai lhe deixar em estado grave.

Atualmente, 6% do total de óbitos que ocorrem no mundo são de crianças. E entre as mortes infantis, 25% são de crianças portadoras de condições clínicas complexas ou com doenças incuráveis, que necessitam de cuidados paliativos.

Mesmo assim, o desconhecimento de que as crianças também precisam de cuidados paliativos ainda é grande. Na maior parte dos casos, as crianças que necessitam de cuidados paliativos estão sendo tratadas por pediatras. É importante que esses profissionais estejam preparados para se depararem com questões com as quais os paliativistas estão mais habituados. É preciso mais: saber dar más notícias para a criança e aos familiares, lidar com os irmãos do paciente e respeitar a autonomia do indivíduo em cuidados paliativos.

LIVRO - Será lançado, no dia 05 de março, às 18h, na Livraria Jaqueira (Jaqueira), o livro: Bioética em Pediatria. O livro foi organizado pelo Prof. Josimário Silva (foto), da Universidade Federal de Pernambuco, juntamente com mais dois colaboradores médicos da cidade de São Paulo. O livro reúne capítulos que abordam situações complexas nas decisões médicas, desde a sala de parto, cuidados paliativos pediátricos, pacientes oncológicos, luto em pediatria, dentre outros. O livro conta ainda com a participação de três profissionais da cidade do Recife: Ítalo Negreiros, que é advogado e atua em Direito Médico, a psicopedagoga Dayse Cruz, e o pediatra Aníbal Gaudêncio. O livro é o primeiro que traz as questões bioéticas na Pediatria, editado no País.

Nenhum comentário:

Postar um comentário